Todos querem o seu consentimento e algumas mensagens são (muito) mais originais que outras.

O pânico generalizado das pesadas multas resultantes do incumprimento do RGPD tem levado as empresas a encher as caixas de email dos utilizadores com pedidos de consentimento. E fazem-no de várias formas e feitios.
consentimento

A partir de hoje, 25 de maio de 2018, aplica-se o novo RGPD que determina que o consumidor precisa de dar consentimento a cada propósito para o qual uma empresa deseja processar os seus dados pessoais. Além disso, qualquer pessoa pode pedir o acesso aos dados que as empresas têm sobre si ou pedir para não usá-los.

Nas últimas semanas as aplicações e serviços têm vindo a solicitar de forma insistente o consentimento dos utilizadores, com alguns a bloquear os utilizadores que não tenham dado o seu OK.

E à medida que o dia D para a aplicação do Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia se foi aproximando, as organizações parecem ter posto o “turbo” com os utilizadores a receberem milhares de emails e SMS onde explicam as novas condições de utilização e a política de proteção de dados pessoais.

Contudo, se algumas empresas decidiram apenas enviar a informação das mudanças e atualizações das políticas de privacidade, dados acompanhados por um botão onde se lê “concordo”, outras organizações decidiram usar a imaginação para cativar os utilizadores. Veja a galeria.

Formação Relacionada

(2018). Todos querem o seu consentimento e algumas mensagens são (muito) mais originais que outras. Recuperado a 12 de Junho 2018, de https://tek.sapo.pt/multimedia/artigos/todos-querem-o-seu-consentimento-e-algumas-mensagens-sao-muito-mais-originais-que-outras