Investigadores europeus querem app de monitorização da Covid-19 que respeite RGPD

Investigadores europeus querem app de monitorização da Covid-19 que respeite RGPD

app de monitorização da Covid-19 que respeite RGPD, RGPD, proteção de dados, PEPP-PT

Chama-se PEPP-PT (de Pan-European Privacy Preserving Proximity Tracing) e foi apresentada ontem como uma iniciativa para o desenvolvimento conjunto de uma aplicação que permita monitorizar os contactos entre os utilizadres, enquanto respeita o Regulamento Geral de Proteção de Dados em vigor na Europa. Mais de 130 especialistas, de oito países, colaboram para criar o código da app e que usa pings de Bluetooth entre aparelhos para manter o registo de quais as pessoas que contactaram com quem.

A aproximação entre pessoas é uma das formas de contágio do novo coronavírus e monitorizar com quem é que cada sujeito esteve em contacto nos últimos tempos é uma boa forma de travar ou pelo menos atrasar a expansão da doença. Com este rastreamento, podem ser identificadas pessoas e aconselhada a quarentena de forma mais proativa, para reduzir as probabilidades de infeção.

O método de monitorização de contactos já foi usado através de entrevistas aos pacientes, no entanto, a utilização de tecnologias, para rastreamento automatizado, vai permitir obter resultados mais fiáveis e mais rapidamente.

A proposta da PEPP-PT é usar os sinais de Bluetooth, anonimizados, para fazer este mapeamento. A app depois envia alertas individuais, caso o aparelho tenha estado nas proximidades de alguém que veio a ser testado como positivo.

A Alemanha deve ser a primeira a lançar uma aplicação baseada no código criado pela PEPP-PT e o exemplo será seguido por outros países, a curto prazo.

Formação Relacionada

app de monitorização da Covid-19 que respeite RGPD, RGPD, proteção de dados, PEPP-PT

(2020) Investigadores europeus querem app de monitorização da Covid-19 que respeite RGPD. Recuperado a 6 de Abril de 2020 em https://visao.sapo.pt/exameinformatica/noticias-ei/ciencia-ei/2020-04-02-investigadores-europeus-querem-app-de-monitorizacao-da-covid-19-que-respeite-rgpd/