By Joaquim Pereira on Setembro 20, 2011

COBITRecordo-me há pouco mais de 10 anos de “tropeçar” com o COBIT. Foi então uma sugestão de um colega, já na “época” especialista e curioso nestas matérias, o que permitiu desenvolver um projecto que tinha como objectivo a integração de várias metodologias, frameworks e normas na área de segurança.

Desde então, tenho acompanhado o desenvolvimento desta fantástica framework que cada vez mais se encontra alinhada com aquilo que realmente importa, a possibilidade de permitir alinhar as melhores estratégias de TI’s de modo a gerar mais-valias para o negócio. Ainda, e ao contrário de algumas frameworks, não deixa de fora as piores partes, ou seja, os riscos associados a qualquer ambiente comum, normais, nos dias que vivemos.

É com satisfação que, nestes últimos anos, assistimos a uma maior adopção desta framework, (por parte das diversas empresas e organismos), seja com o objectivo de melhoria de alguns dos seus processos, seja como complemento de implementações ou auditorias ISO 27001, ISO 20000, ITIL, entre outras.

O ano de 2011 marca o 15º aniversário da data de publicação da primeira versão do COBIT, como tal e, para os menos atentos, aqui segue o link onde poderão ler um pouco da história desta fantástica framework.

Parabéns COBIT, parabéns ISACA,

Não esquecer, a versão 5 está aí já em 2012 com Value IT, Risk IT integrados, e reestruturado tendo por base o Business Model for Information Security (BMIS) e o ITAF.