Bitcoins. O que são, como se produzem e para que servem as moedas virtuais que os “hackers” exigem como resgate

bitcoins

bitcoins
Os hackers que organizaram o gigantesco ataque informático que atingiu 74 países em 10 horas (e que envolveu mais de 45 mil ataques) exigiram um resgate em bitcoins para devolver os ficheiros encriptados às empresas. Tinham seis horas para pagarem o resgate e o valor ia subindo à medida que as horas iam passando, explicou Kurt Baumgartner, principal investigador da Kaspersky Lab, à CNN. “A maior parte das pessoas que pagaram os resgates estão a pagar cerca de 300 dólares nas primeiras horas”, acrescentou. Mas o que são, para que servem e que perigos escondem estas moedas virtuais?

Cinco passos para estabelecer um plano de Disaster Recovery

Cinco passos para estabelecer um plano de Disaster Recovery
plano de Disaster Recovery

As empresas de hoje em dia enfrentam todo o tipo de desafios na gestão da proteção dos seus dados, das falhas de segurança aos ataques de ransomware, passando por desastres naturais, como os que pudemos assistir nas últimas semanas, e que deixaram inutilizadas as sedes de muitas empresas no lado de lá do Atlântico.

Implementar Sistema Gestão ISO 22301

Implementar Sistema Gestão ISO 22301

A ISO 22301 – Sistemas de Gestão de Continuidade de Negócios – apoia as organizações, independentemente da sua dimensão, localização ou actividade, a estarem mais bem preparadas e confiantes aquando da necessidade de lidarem com incidentes disruptivos.

Incidentes disruptivos podem, a qualquer momento, perturbar o normal funcionamento de uma organização. Implementar Sistema Gestão ISO 22301 vai ajudar as organizações a estarem melhor preparadas para gerir incidentes disruptivos e, a atingirem um elevado nível de resiliência que permite continuar a operar durante e/ou após a ocorrência destes eventos.

ISO 22301 pode salvar o seu negócio

A implementação da ISO 22301 é a resposta para garantir que as operações continuam, que os produtos e serviços são entregues em níveis pré-definidos, as atividades de criação de valor são protegidos, e que a reputação e os interesses das partes interessadas são salvaguardados sempre que ocorrerem incidentes.

Assim, quando uma empresa se ​​depara com a ameaça de interrupção brusca das suas operações estará mais preparada para responder rapidamente e de forma eficaz, de modo a reduzir o impacto sobre ainterrupção dos serviços, se tiver a norma ISO 22301 implementada.

Continuidade de Negócio, não basta ter um plano!

Por Joaquim Pereira em 23 de Abril de 2014

Qualquer organização precisa de uma estratégia de continuidade de negócios. Não importa se é uma PME ou uma grande empresa, com um ou mais locais físicos ou se actua em uma ou mais áreas de negócio. Com certeza, algumas organizações desenvolvem actividades mais críticas do que outras. Em alguns casos, algumas dessas actividades podem até estar directamente relacionadas com o negócio principal ou, se não, pelo menos, suportam os principais processos que compõem a cadeia de valor do negócio, e impulsionam a organização para a frente.

Garantir a continuidade do negócio, caso ocorra um desastre, não é uma opção, é uma necessidade que cada organização tem de cumprir.

Continuidade de Negócio, uma estratégia inerente ao nosso dia-a-dia

by Joaquim Pereira on March 22, 2013

É comum no nosso dia-a-dia e na nossa natureza adoptarmos estratégias que nos permitem prevenir ou mesmo atenuar o resultado de situações comuns inerentes ao nosso quotidiano.

Em nossa casa adoptamos estratégias de prevenção, detecção ou mesmo de resposta, através, por exemplo da instalação de um alarme – o qual tem por objectivo dissuadir, detectar e garantir uma resposta por parte das autoridades competentes em caso de tentativa de assalto – a instalação de uma porta blindada, uma fechadura reforçada, ou mesmo, a subscrição de um seguro para o recheio da mesma. Estas estratégias permitem prevenir ou mesmo

A ISO lançou oficialmente a norma ISO 22301

Lisboa, PORTUGAL (16 de Maio, 2012) – A ISO lançou oficialmente a ISO 22301 “Segurança social – Sistemas de gestão de continuidade de negócios – Requisitos”, a nova norma internacional para Sistemas de Gestão de Continuidade de Negócios (SGCN). Esta norma vem substituir a actual norma Britânica BS25999. Um dos requisitos fundamentais para qualquer organização, é o de garantir que as suas actividades principais continuam em funcionamento no caso de um incidente devido a uma catástrofe de grandes proporções. A ISO 22301, primeira norma internacional a nível mundial para a gestão de continuidade de negócios (GCN), foi desenvolvida para ajudar as organizações a minimizar o risco de tais rupturas.

A ISO 22301 já está aí!

By Joaquim Pereira on April 11, 2012

A nova norma de continuidade de negócios já chegou. A ISO 22301 foi publicada hoje.

Esta é a norma que fará a diferença na estratégia das diversas organizações. A ISO 22301, norma internacional, vem permitir a certificação das organizações, dos seus sistemas de Gestão de Continuidade de Negócios, e assim fornecer as orientações/requisitos necessários para uma estratégia com sentido, alinhado com as diversas normas internacionais, assim como com as suas “pares”.

A nova norma de Continuidade de Negócios, ISO 22301

By Joaquim Pereira on April 11, 2012

A nova norma de Continuidade de Negócios, ISO 22301 já se encontra na fase 60.00, (International Standard under publication).

A norma ISO 22301, Societal security — Business continuity management systems — Requirements, vem substituir a norma BS 25999 e trará novidades no campo da implementação de sistemas de gestão de continuidade de negócios.

Seja para suporte na área da segurança, ou nas mais diversas áreas de negócio de uma empresa, esta é A NORMA que terá impacto na forma as empresas passarão a olhar para os seus sistemas já implementados, ou mesmo, para aquelas que só agora despertaram para esta realidade.