Apple, websites

A empresa californiana afirma que a informação dos utilizadores é enviada à empresa chinesa com a finalidade de aumentar os procedimentos de segurança de navegação online. A mudança ocorreu nos termos de privacidade do motor de busca Safari com o lançamento do iOS 13.

>Apple partilha lista de websites visitados e IP dos utilizadores com empresa chinesa

Depois de uma semana na ribalta, a Apple está novamente envolvida numa polémica por enviar informação relativa às pesquisas dos utilizadores à Tencent, uma empresa chinesa de serviços online. Entre as informações enviadas à empresa encontram-se a lista de websites visitados e o IP de vários utilizadores do iOS.

De acordo com a publicação 9to5Mac, a Apple afirma que esta partilha de informação pretende ajudar a proteger utilizadores de websites fraudulentos. No entanto, é pelo facto de estas informações terem sido entregues a conglomerado chinês que a polémica foi gerada.

Até agora a Apple tem utilizado o sistema de segurança para motores de busca da Google para evitar ataques de phishing. No caso de um utilizador visitar um URL assinalado pela Google como fraudulento, o Safari emite um aviso sobre o risco em proceder para o website em causa.

Com a chegada do iOS 13 a marca da maçã avisou nos termos de privacidade do Safari que as informações passam a ser enviadas para a Google e também para a Tencent:

«Antes de visitar um website, o Safari pode enviar informação calculada a partir do endereço do website para o Google Safe Browsing e para o Tencent Safe Browsing de forma a verificar se o website é fraudulento. Ambos os serviços podem ainda aceder ao seu endereço de IP.», informa a Apple.

Formação Relacionada

Apple, websites

Garcia, Francisco (2019) Apple partilha lista de websites visitados e IP dos utilizadores com empresa chinesa Recuperado a 13 de Novembro de 2019, http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados/2019-10-14-Apple-partilha-lista-de-websites-visitados-e-IP-dos-utilizadores-com-empresa-chinesa