Acesso móvel à Internet em Portugal cresceu 8 vezes desde 2010” width=

Em 2010, apenas 9% dos portugueses utilizava o smartphone para aceder à Internet, mas, desde então, essa percentagem aumentou oito vezes. Pelo caminho, em 2018, ultrapassou o computador e tornou-se o equipamento preferido dos internautas. Hoje, destaca-se na liderança com mais 10% do que o computador, de acordo com dados do Bareme Internet da Marktest.

Acesso móvel à Internet

Pelo terceiro ano consecutivo, indica a análise, o smartphone é a plataforma mais utilizada para aceder à internet (72%) e a tendência é de crescimento. O PC, por seu turno, apresenta uma trajectória mais estável, dando sinais de estagnação.

Quanto ao terceiro lugar, o tablet deixa o pódio a favor das smart TVs. Depois de, em 2016, ter registado o seu melhor desempenho (28%), os tablets ficam-se agora pelos 22%, apenas à frente das consolas. As televisões inteligentes, por seu turno, conquistam 25% dos portugueses, o que compara com os 2% registados em 2012.

“Aumentou a oferta de televisores com acesso a conteúdos online, com a respectiva descida de preços, tornando estes equipamentos multimédia cada vez mais acessíveis”, explica a Marktest, adiantando que é uma substituição tecnológica que poderá ser equiparada à transição dos feature phones para smartphones. “Com esta perspectiva de massificação, é expectável que essa transição continue a fazer crescer o número de portugueses com possibilidade de acesso à Internet a partir do grande ecrã da sala”, remata a empresa de estudos de mercado.

A Marktest ressalva, porém, que “acesso à internet” é um indicador generalista, que inclui também aqueles que têm smart TVs mas que não as utilizam com regularidade para aceder à web, sendo mais adeptos de um consumo no modo “duplo-ecrã”.

Formação Relacionada

Acesso móvel à Internet

(2020) Acesso móvel à Internet em Portugal cresceu 8 vezes desde 2010. Recuperado a 2 de Outubro de 2020 em https://marketeer.sapo.pt/acesso-movel-a-internet-em-portugal-cresceu-8-vezes-desde-2010